Márcio Hoffmann é o gerente de operações da Dinamik Rental. O executivo é um veterano na área de logística. Márcio ingressou há 20 anos na CSI Cargo como técnico de manutenção. Ao longo de 15 anos ganhou forte experiência na área de gestão de manutenção até assumir a gerência da Dinamik em 2014, ano em que a empresa foi lançada no mercado de equipamentos de movimentação.

Márcio ressalta que a simplicidade na gestão da empresa e o fácil acesso às pessoas fazem da Dinamik um ótimo lugar para se trabalhar.

”Somos um time muito entrosado, com bastante tempo de casa, o que se reflete em um baixíssimo nível de turnover. O nosso compromisso diário é atender bem os clientes internos e externos, além de gerir adequadamente o nosso portfólio de equipamentos. Seria impossível atender todas as demandas que temos sem o ótimo time que desenvolvemos aqui na Dinamik”, reforça Márcio.

Para Márcio o setor de logística vem sofrendo muitas mudanças ao longo do tempo, como automação, e-commerce e mudanças de legislação que forçam as empresas a inovar, a buscar melhorias e reduções de custo operacional.

”A tendência é que o segmento de equipamentos de movimentação exigirá menos mão de obra e mais tecnologia envolvida. A pandemia acabou represando algumas demandas, mas quem estiver preparado irá capitalizar essas oportunidades”, defende Hoffmann.

O executivo ressalta algumas iniciativas estratégicas que a Dinamik vem implementando com sucesso.

”A Dinamik sempre busca realizar suas atividades de acordo com os padrões mais elevados. Somos uma empresa jovem, mas com vários projetos inovadores sendo implementados. Veículos Autônomos (AGVs) e telemetria são dois ótimos exemplos de projetos que tiramos do papel e que tem gerado resultados sólidos para a empresa. Este ano o nosso maior desafio é implementar o ISO 9000, bem como um modelo sustentável de negócios visando a redução e quando possível a eliminação completa das emissões de gases poluentes. Essa meta está em linha com o nosso planejamento estratégico que nos orienta na busca de alternativas sustentáveis que contribuam para a preservação do planeta”, finaliza Hoffmann.